Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
7/05/13 às 21h01 - Atualizado em 11/10/17 às 16h44

Brasília e Doha planejam ano de intercâmbio cultural

COMPARTILHAR

A proposta é promover atividades educacionais, esportivas e interação econômica entre Brasil e Catar

A Capital Federal será inserida como destino turístico em contexto diferenciado que ampliará o perfil dos visitantes cativos da cidade e do país. Em 2014, Brasília participará de um intercâmbio cultural com Doha, capital do Catar, emirado do Oriente Médio. Em paralelo à Copa do Mundo, a capital brasileira será palco do ano do Catar no Brasil e vice e versa.

A decisão foi apresentada em reunião entre o secretário de Turismo do Distrito Federal, Luis Otávio Neves, a subsecretário de Fomento e Eventos Estratégicos da Setur-DF, Flávia Malkine, o diretor de relações estratégicas culturais do Qatar Museums Authority, Miguel Blanco Carrasco, e a diretora da Catar no Projeto Brasil 2014, Márcia Neto.

O objetivo é promover, em ambos os países, atividades culturais, educacionais, esportivas e de relevância econômica que valorizem a interação de jovens e adultos, por meio de troca de experiências, aprendizagem de idiomas e culturas diferenciadas.

“Os eventos ocorrerão no momento em que a cidade estará recebendo a Copa do Mundo de 2014. O Catar será a sede do mundial em 2022, por isso, temos muito para aprender e para ensinar. O Oriente Médio é forte no que diz respeito ao desenvolvimento econômico e bastante respeitado mundo a fora. Será muito bom para Brasília realizar esse intercâmbio”, afirmou o secretário de Turismo do DF, Luis Otávio Neves.

Para escolher a cidade que realizará a iniciativa, as autoridades de Doha levaram em consideração as estratégias e estrutura de segurança que Brasília possui. Além de contar com um efetivo substancial, a cidade investe na tecnologia neste setor e já tem sistema de vigilância monitorada 24 horas.

Da mesma forma, os aspectos culturais foram grande diferencial na tomada da decisão. Assim como os museus, manifestações de ritos tradicionais e centros de apoio à cultura, o DF irá contribuir, por exemplo, com apresentações, da Orquestra Sinfônica no país árabe e outras atividades características que representarão a miscigenação de culturas de todo o país.

“Temos aqui reunidos as mais fortes tradições dos estados brasileiros. Os candangos prezaram muito pela manutenção dos costumes, por isso, podemos representar fielmente cada parte do Brasil. Somos capazes de fazer eventos familiares inclusive naquela região, visto a miscigenação do povo brasileiro.”

Intercâmbio turístico

Na intenção de facilitar o fluxo de turistas na cidade, a Setur-DF buscará o apoio de entidades do setor para proporcionar pacotes e tarifas diferenciadas para o público árabe no período. O objetivo é incentivar as viagens entre as cidades participantes e beneficiar, turistas, estudantes, grupos de visitação e outros perfis. O Instituto Brasileiro de Turismo (Embratur) também será procurado para oferecer facilidades para viagens em território nacional.

Na realização do ano do Catar no Brasil, a Capital federal trabalhará junto à outros órgãos do GDF, tais como o Arquivo Público o DF e a Secretaria de Cultura e Esporte para oferecer opções integradas de programação.

A realização do período especial tem como base o acordo bilateral assinado em 2010 entre os governos do Brasil e do Catar. Entre eles, há aspectos sobre serviços aéreos, formas de evitar dupla tributação dos lucros do transporte aéreo internacional, isenção de vistos em passaportes oficiais e diplomáticos e cooperação econômica e comercial.