Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
16/09/13 às 19h20 - Atualizado em 16/09/13 às 20h25

Brasília oficializa candidatura à Universíade 2019

COMPARTILHAR

A candidatura de Brasília como sede da Universíade 2019 ocorreu em Bruxelas no último fim de semana

A Capital Federal cada dia mais no cenário internacional de grandes eventos, oficializou no último sábado (14), sua candidatura a sede da Universíade, Jogos Mundiais Universitários de Verão de 2019. A competição ocorre de dois em dois anos e reúne em média 12 mil atletas universitários, entre 17 e 28 anos.

A proposta brasiliense inclui um diferencial: além das 17 modalidades obrigatórias, também consta as modalidades, futebol de areia, futsal, triatlo, vela e vôlei de praia. A última vez que a Universíade ocorreu no país, foi em 1963, em Porto Alegre, além disso o Brasil é o único país da América Latina que já ocorreu os jogos.

Para o secretário de Turismo do Distrito Federal, Luis Otávio Neves, Brasília se insere no contexto, na disputa mundial para sediar grandes eventos esportivos.

“Ainda este ano vai ocorrer em nossa querida capital, o Gymnasiade (Jogos Escolares Mundiais), de 27 de novembro a 4 de dezembro, em que esperamos representantes de mais de 40 países. Em 2014, temos sete jogos da Copa Mundo, entre eles, a disputa de terceiro lugar. Tudo isso mostra, que Brasília está sendo cada dia mais bem-avaliada como anfitriã de eventos mundiais”, argumentou.

A entrega do dossiê de candidatura foi feita por delegação brasileira formada pelo secretário de Esporte do Distrito Federal, Júlio Ribeiro, pelo presidente da Confederação Brasileira de Desporto Universitário (CBDU), Luciano Cabral, e pelo diretor de Relações Internacionais da CBDU, Ricardo Moura, acompanhados secretário nacional de Esporte, Lazer e Inclusão Social, Ricardo Cappelli, na sede da Federação Internacional de Desporto Universitário (Fisu), em Bruxelas.

A próxima edição da Universíade, em 2015, será na cidade de Gwangju, na Coreia do Sul e dois anos depois em Taipei, Taiwan.

Com informações da Agência Brasil