Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
14/06/13 às 20h51 - Atualizado em 11/10/17 às 16h44

Brasília pronta para a Copa das Confederações

COMPARTILHAR

Com estrutura integrada, torcedores se preparam para vivenciar o evento de forma única

Após uma extensa preparação, o Governo do Distrito Federal está com uma grande estrutura para receber jogadores, delegações e torcedores da Copa das Confederações. A festa, que começa nesta sábado (15), em Brasília, irá unir pessoas de todas as partes do mundo e mostrar toda a alegria do brasileiro.

“Foi um trabalho longo, mas feito com capricho. Todos os serviços essenciais estarão disponíveis para que tudo corra bem. Cabe ao espectador ficar atento às recomendações e aproveitar o maior evento que a cidade já viu. A hora é para relaxar e aproveitar as atrações preparadas”, diz o secretário de Turismo do DF, Luis Otávio Neves.

Saúde, segurança, atendimento ao torcedor e a tecnologia caminharão juntos para oferecer todo o esforço necessário. As 70 mil pessoas que compraram os ingressos serão orientadas por voluntários e servidores do GDF em todo o percurso para facilitar o acesso ao Estádio Nacional de Brasília.

Festa – Enquanto no Estádio Mané Garrincha Brasília todas as atenções estarão voltadas para a partida Brasil x Japão, as 16h, na Esplanada dos Ministérios, o Governo do Distrito Federal programou uma grande festa popular, Brasília Joga Junto, um evento para marcar a abertura da Copa das Confederações, com uma megaestrutura e grandes nomes da música brasileira.

A população vai poder conferir todas as atividades culturais que começam a partir de 13 horas e vão até às 23 horas, incluindo a abertura da Copa das Confederações com o jogo entre Brasil e Japão. Para o evento serão instalados nove telões de alta resolução, 480 banheiros químicos, seis tendas de sombra e seis áreas de alimentação. A megaestrutura contará com Centro de Comando da Polícia Militar e unidades do SAMU que cuidarão da segurança e assistência aos torcedores.

Os grupos Obará, Ile Axe Oya Bagan, Mambembricante, Banda Imagem, Boi do Seu Teodoro, Batalá e Pé de Cerrado e farão suas apresentações culturais em dois trios elétricos posicionados perto do Estádio Nacional Mané Garrincha, ao lado da Torre de TV. De lá, os carros conduzirão os torcedores após o jogo em direção à festa na Esplanada.

Turismo – A Secretaria de Turismo terá onze estandes de atendimento bilíngue e atividades de lazer e promoção da cidade, tudo para manter visitantes e brasilienses integrados e confortáveis. Os estandes serão montados ao longo da Esplanada dos Ministérios, Setores Hoteleiros e ao redor do Estádio, onde também haverá uma FanZone com um muro de escalada de seis metros de altura para desafiar aqueles que gostam de adrenalina.

Os principais pontos turísticos da cidade estarão disponíveis para visitação em horários especiais. Os monumentos da Esplanada dos Ministérios ficarão abertos até às 15. Até o dia 14 de junho, o Palácio da Alvorada estará aberto para visitação pública, das 15h às 17h. Já o Planalto, aberto somente aos domingos, funcionará também no sábado, 15 de junho, das 9h30 às 14h.

As Torres de TV e de TV Digital funcionarão das 9h às 15h e das 9h às 17h, respectivamente. Na Torre de TV Digital há distribuição de senhas para subir até o mirante no intuito de respeitar o horário de fechamento. Por isso, recomenda-se chegar com antecedência.

Saúde – A Secretaria de Saúde já conta com o seu Centro Integrado das Ações de Saúde (CIAS) no Lacen, na 601 Norte. E, de lá, pode monitorar e tomar decisões emergenciais durante os megaeventos, esportivos e culturais.

Para agilizar o atendimento em caso de necessidade a rede pública de saúde contará com quatro hospitais próximos ao estádio que ficarão de prontidão para atendimento em situações de emergência: Hospital Regional da Asa Norte (HRAN), Hospital de Base, Hospital Materno Infantil de Brasília (HMIB) e o Hospital Universitário de Brasília (HUB). O Hospital das Forças Armadas (HFA) será destinado ao atendimento das autoridades.

Durante o evento, o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) estará atendendo com uma unidade fixa avançada na área externa do estádio. Além das 38 unidades móveis, 48 ambulâncias e 18 motolâncias.

A Rede privada também estará de prontidão. Aqueles que optarem pelo serviço particular poderão procurar o Hospital Santa Helena, unidade particular de referência, localizada no final da Asa Norte. Além disso, outras duas unidades da rede privada foram credenciados para o caso de necessidade: O Hospital Home, que fica na 613 Sul, e o Santa Lúcia, na 716 Sul.

Polícia Militar – Na abertura da Copa das Confederações, neste sábado (15/6), seis mil homens dos órgãos de segurança do Distrito Federal vão garantir a tranquilidade do público. Só da Polícia Militar, serão 3,1 mil distribuídos na área interna do estádio, na Esplanada dos Ministérios e em locais estratégicos como aeroporto e setores hoteleiros.

Corpo de Bombeiros – Até o domingo (16/6), o Corpo de Bombeiros atuará com 2.039 militares. No dia 15, serão 607 divididos em operações nas áreas do jogo, hospedagem, traslados, segurança de autoridades, Esplanada dos Ministérios e Lago Paranoá. Especialistas em combate à incêndio, primeiros socorros e salvamento vão monitorar todos os setores do estádio.

Polícia Civil – Todas as delegacias do DF estarão funcionando normalmente. Além do reforço no plantão de todas as delegacias, uma unidade será instalada no subsolo do estádio para registro das ocorrências. Ela funcionará a partir das 12h. Policiais à paisana atuarão nos arredores do estádio e na festa da Esplanada dos Ministérios.

Exército – O Exército Brasileiro escalou 3,7 mil militares para o jogo Brasil x Japão. Eles atuarão junto com integrantes das Forças Armadas, da Agência Brasileira de Inteligência (ABIN), da Polícia Federal e dos Órgãos de Segurança Pública do DF, no monitoramento das ações por meio de um Centro de Operações.

Com a tecnologia, será possível acompanhar, em tempo real, o deslocamento e a movimentação das tropas na cidade. Serão mais de 500 viaturas, entre blindadas, mecanizadas, antiaéreas, de defesa cibernética, comando e controle, transporte de tropa e de defesa química, biológica, radiológica e nuclear, além de helicópteros das Forças Armadas, dois esquadrões de cavalaria de choque e uma seção de cães de guerra.