Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
5/06/20 às 9h40 - Atualizado em 5/06/20 às 9h40

Caminhos do Planalto Central é tema de live com a Secretaria de Turismo

COMPARTILHAR

Bate-papo abordou as riquezas naturais que a capital abriga e as medidas para enfrentar a pandemia

 

Localizada no Planalto Central do Brasil, em meio à vegetação nativa do cerrado, o Distrito Federal oferece verdadeiros tesouros ecológicos para a prática de ecoturismo, aventura e turismo rural. Essa foi a pauta da live promovida pelo projeto Caminhos do Planalto Central, que recebeu a secretária de Turismo do DF, Vanessa Mendonça, e a jornalista Bárbara Lins.

 

O Caminho do Planalto Central é um projeto que mapeou 400 quilômetros de trilhas no Distrito Federal. Promovido pela Secretaria de Turismo, em parceria com Ibram, ICMBio e secretarias de Agricultura e de Meio Ambiente, compõe o Caminho dos Goyases, que liga a cidade de Goiás Velho à Chapada dos Veadeiros, ambos no estado goiano, e que compõem a Rede Trilhas que é formada por percursos que ligam diferentes biomas de Norte a Sul do País.

 

De bicicleta, a pé ou mesmo a cavalo, os moradores e turistas que visitam ou passam pelo DF já têm à disposição cerca de 90 quilômetros de trilhas naturais mapeadas e sinalizadas para percorrer. Bárbara Lins relembrou o lançamento do projeto, realizado no Centro de Atendimento ao Turista da Casa de Chá, localizado na Praça dos Três Poderes. “Foi extremamente emocionante ver caminhantes, ciclistas, cavaleiros e corredores comemorando o lançamento no coração da Esplanada dos Ministérios”, falou Vanessa Mendonça.

 

Devido aos inúmeros parques e pela imensa área rural que circunda a região, Brasília é um destino perfeito para quem busca momentos de bem-estar e conexão com a natureza. A capital tem uma forte vocação para o Turismo Rural, de Aventura e Ecoturismo, já que 70% do Distrito Federal é composto por áreas rurais. “As nossas riquezas naturais são, realmente, uma forma de vivenciar a cidade de uma forma que foge do óbvio quando se pensa Brasília, já que muitas pessoas ainda imaginam a capital como uma cidade burocrática”, disse a representante da Pasta.

 

“O Caminhos do Planalto vai ser uma possibilidade de ter experiências após a pandemia, já que o turismo vai mudar e vamos querer conhecer o nosso próprio quintal. O Caminhos realmente vai ser um prato cheio para todos”, ressaltou Bárbara ao comentar as possibilidades que os setor irá enfrentar após o isolamento acabar.

 

Nesse cenário, o turismo doméstico vai ganhar força. A recuperação do turismo após a pandemia do Covid-19, vem sendo debatida por especialistas do mundo todo, já que, segundo a avaliações, a população brasileira deve optar por viagens nacionais neste primeiro momento. E a capital federal é considerada um dos destinos mais promissores para o ano de 2021.

 

E projetos como o Caminhos do Planalto Central serão fundamentais para o desenvolvimento econômicos das regiões, já que o setor representa mais de 50 atividades e impulsiona desde os pequenos produtores até grandes corporações. Também fortalecem o sentido de pertencimento com a valorização da história e das culturas locais, assim como promovem a geração de emprego e renda em um contexto de desenvolvimento local e regional sustentáveis.

 

“O setor é uma cadeia produtiva muito forte. O Governo do Distrito Federal saiu na frente com as medidas de enfrentamento ao Covid-19, o que nos coloca como um destino seguro quando as atividades retomarem”, pontuou Vanessa Mendonça. A secretária de Turismo ainda ressaltou o fato do Distrito Federal estar em primeiro lugar em transparência sobre a Covid-19, de acordo com a avaliação da Open Knowledge Brasil.

 

Tour Virtual

O Brasília Tour Virtual também pautou o bate-papo. Lançado para celebrar o aniversário de 60 anos da capital, a Secretaria de Turismo do Distrito Federal preparou uma viagem virtual pelos pontos turísticos imperdíveis de Brasília. Por meio da plataforma Google Earth, o visitante irá descobrir 80 pontos turísticos, mapeados por temas: Rota Cívica, Rota Arquitetônica, Rota Cultural, Rota Náutica, Rota do Cerrado, Rota da Paz e Rota Fora dos Eixos.

 

A Rota do Cerrado conta com 10 atrativos para todos se aventurarem pelas belezas naturais da capital. Compõem a rota do cerrado: Parque Nacional de Brasília; Brasília Rural; Jardim Zoológico de Brasília; Floresta Nacional de Brasília – Flona; Salto do Tororó;

Parque da Cidade Sarah Kubitschek; Parque Olhos-d’Água; Chapada dos Veadeiros; Viva Lago Oeste; Jardim Botânico.

 

Confira a live completa no perfil do @caminhosdoplanaltocentral