Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
20/04/19 às 11h37 - Atualizado em 23/04/19 às 18h35

Comemorações do aniversário de Brasília começam com Troca da Bandeira

COMPARTILHAR
Entre as atrações da Manhã Cívica, na Praça dos Três Poderes, estão previstas as apresentações da Esquadrilha da Fumaça e da Trupe Circense, além de brinquedos infláveis e biblioteca volante

Evento promovido pelo GDF comemora o aniversário de Brasília com turismo cívico na Praça dos Três Poderes. Foto Vinícius de Melo/Agência Brasília

 

As comemorações do 59º Aniversário de Brasília, neste domingo (21), começarão a partir das 9h. O Governo do Distrito Federal e a Secretaria de Turismo (Setur) prepararam uma série de atividades para moradores e turistas. O dia iniciará com a solenidade da Troca da Bandeira, na Praça dos Três Poderes. Quem comparecer poderá assistir a apresentações da Esquadrilha da Fumaça, descidas de tirolesa e rapel do alto do prédio do Congresso Nacional, além de outras atrações.

 

O Centro de Atendimento ao Turista (CAT), da Casa de Chá, passou por um processo de renovação e também será reaberto ao público. O evento será mais uma das ações do programa “Turismo Cívico: Manhã cívica – Brasília: O Brasil começa aqui”.

 

Além da solenidade militar da Troca da Bandeira, que é composta por desfile militar, apresentação de bandas e salva de tiros de canhões, as pessoas poderão visitar uma exposição de equipamentos e viaturas da Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF) e dos Bombeiros, participar de aulão fitness promovido por uma academia, degustar comidas que serão vendidas por food trucks, e apreciar livros na BiblioSesc, o caminhão de livros do Serviço Social do Comércio.

 

Para a criançada, muita brincadeira e diversão. O Sesc levará brinquedos infláveis, oficinas de ilustrações e pintura livre. O grupo Circo Teatro Artetude, do DF, também animará a festa. Serão sete artistas, sendo três músicos e quatro palhaços, incluindo malabaristas e perna de pau. Eles farão intervenções artísticas após a cerimônia da Troca da Bandeira.

 

Turismo Cívico
Desde o início do ano, a Secretaria de Turismo tem se reunido com representantes das Forças Armadas (Exército, Marinha e Aeronáutica) e da Casa Militar do GDF para agregar atrações à solenidade da Troca da Bandeira com o intuito de aumentar o fluxo turístico na capital e despertar o sentimento cívico em brasilienses e turistas.

 

Essa é uma das ações realizadas para receber turistas europeus que passarão a visitar a capital após o início do serviço de stopover da TAP. Em diversos países do mundo, o Turismo Cívico atrai milhões de visitantes que querem conhecer o funcionamento político e social do país que visitam e se programam para acompanhar trocas de guarda ou de bandeiras. Além dos Estados Unidos, países como Inglaterra, Alemanha e Argentina investem nesse segmento turístico.

 

“Antes de tudo, Brasília é a minha cidade. Tenho orgulho de ter nascido nessa cidade linda, que foi criada para conduzir um novo país. Agora é nossa responsabilidade fazer com que este destino se cumpra. Aos 59 anos, Brasília apresenta novos desafios, mas quero olhar para o futuro, criar as condições para que, além de recuperar o orgulho que a cidade representou para todos os brasileiros, a gente possa servir de exemplo para o país”, afirmou o governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha.

 

O governador quer que a cidade volte a se inspirar na audácia de JK e no trabalho dos milhares de candangos, que ergueram a capital desafiando todos os obstáculos. “Quero Brasília, de novo, conduzindo os destinos da nação, não apenas como sede dos poderes, mas como cidade bem administrada e de gente feliz”, disse.

 

Para a secretária de Turismo, Vanessa Mendonça, Brasília tem vocação para o Turismo Cívico. “Vamos dar início às comemorações do aniversário da nossa capital oferecendo para o público uma manhã cívica repleta de atividades que aliarão patriotismo, cultura e diversão”, explicou. De acordo com ela, a ideia é consolidar o Turismo Cívico da cidade no Brasil e no mundo, assim como ocorre em Washington, capital dos Estados Unidos, que recebe, anualmente, mais de 20 milhões de turistas e tem na indústria do Turismo a sua maior economia.