Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
4/02/20 às 18h30 - Atualizado em 4/02/20 às 18h30

Complexo Esportivo de Brasília passa a ser gerido pela Arena BSB

COMPARTILHAR

Iniciativa vai gerar economia para o GDF e promover ainda mais o turismo na capital

 

Foto Luís Tajes/Setur-DF

 

A gestão do Estádio Nacional Mané Garrincha, o Ginásio Nilson Nelson e o Complexo Aquático Cláudio Coutinho foi transferia à iniciativa privada e os espaços serão administrados pela Arena BSB pelos próximos 35 anos. A concessionária já fazia parte da gestão do espaço junto com a Agência de Desenvolvimento (Terracap), mas agora fará a gestão integralmente. A assinatura do termo de concessão pelo governador, Ibaneis Rocha, foi realizada nesta terça-feira (4) em cerimônia no Estádio Mané Garrincha.

 

Ogovernador Ibaneis Rocha destacou a importância da estruturação do complexo para o setor turístico. “Brasília vai ser um grande destino turístico desse país, como uma grande cidade merece. Temos o maior HUB aéreo do país, os melhores hotéis. Todos aqueles que viram a mudança do Distrito Federal no ano passado já acreditam que o turismo é uma das grandes formas de emprego dessa cidade”, disse. “Vamos reconstruir a cidade através dos seus potenciais, e um dos maiores é, sem dúvida, o turístico. Brasília é um monumento a céu aberto”, concluiu o governador.

 

Para a secretária do Turismo do DF, Vanessa Mendonça, a cidade está pronta para ser cada vez melhor para moradores e visitantes. “Falar de Brasília tem sido um prazer e uma satisfação muito grandes. Nós estamos num momento único, dos nossos 60 anos. Nós temos a capacidade de nos colocar no lugar que é nosso. Estamos em 4º lugar na pesquisa do Google entre os destinos mais procurados para 2020. O turismo gera de emprego e renda, direta e indiretamente pra nossa cidade. O governador Ibaneis não tem medido esforços para que a estrutura da nossa cidade seja boa para a população e boa para os turistas”, ressaltou durante a cerimônia.

 

Foto Luís Tajes/Setur-DF

Com a concessão à Arena BSB, a estimativa do GDF é que haja uma economia de mais de R$ 13 milhões ao ano, uma vez que não haverá despesas com a manutenção dos espaços. Além de gerar economia, a iniciativa ainda tem potencial para gerar quatro mil empregos diretos. Para complementar o complexo, além dos espaços esportivos, será construída uma área de convivência, entretenimento e lazer.

 

O diretor-presidente do consórcio Arena BSB, Richard Dubois, a transferência da gestão vai permitir que os recursos que antes eram destinados à manutenção sejam investidos em outras áreas. “O GDF vai poder investir mais em serviços essenciais à população, como segurança, saúde e educação, além de liberar servidores para postos em outras funções, disse.