Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
27/05/19 às 14h01 - Atualizado em 31/05/19 às 13h32

Condetur-DF investe em troca de experiências para impulsionar turismo

COMPARTILHAR
Novo modelo de gestão focará na integração entre representantes do trade e instituições governamentais


A participação ativa das organizações que representam as empresas do trade na elaboração de políticas públicas que irão impulsionar o Turismo no Distrito Federal foi potencializada. O Conselho de Desenvolvimento do Turismo (Condetur) da capital federal apresentou um novo modelo de reunião que irá permitir uma maior integração entre o setor privado e órgãos governamentais. A nova metodologia reuniu, na sexta-feira (24), mais de 20 representantes governamentais, privados e de instituições de ensino, no hotel Grand Mercure de Brasília.

“A inovação da atividade do turismo exige uma constante troca de ideias e de experiências. As ações e necessidade de cada um dos segmentos que compõem essa indústria na capital federal servirão de base para a construção de políticas públicas que irão promover melhorias no setor”, afirmou a presidente do Condetur e secretária de Turismo do Distrito Federal, Vanessa Mendonça.

 

De acordo com ela, a Secretaria de Turismo do Distrito Federal (Setur-DF) tem como uma das principais funções elaborar projetos que visem o desenvolvimento desse segmento vital para o incremento da economia da cidade. “A única forma de trabalharmos bem e incrementarmos a economia da nossa cidade é se unindo. A Secretaria de Turismo tem o papel de unir e conectar as associações e instituições para trabalharmos juntos”, pontuou Vanessa Mendonça.

 

Além de uma participação mais ativa dos conselheiros, o novo Condetur irá chamar para cada uma das reuniões representantes do governo federal ou de grandes instituições para otimizar a captação de turistas e de investimentos da iniciativa privada. A coordenadora de Posicionamento de Produtos do Ministério do Turismo, Fabiana Oliveira, apresentou aos participantes da reunião as ferramentas de inteligência de mercado que o órgão oferece ao trade turístico. “Ter mais inteligência nas ações promocionais otimiza os recursos”, afirmou.

 

Para Yoshihiro Karashima, do Brasília e Região Convention & Visitors Bureau (BRCVB), o novo modelo de reunião é uma forma de agregar e de dar importância a todos. “É importante mantermos esse quorum. Nós temos um trabalho muito árduo. Brasília é o melhor destino para eventos. A logística custa 1/3 de cidades como Rio de Janeiro e São Paulo. É a mais barata e a mais fácil. Temos que investir nisso e trabalhar financeiramente e politicamente nisso”, afirmou Karashima.

 

“O que nós queremos é o turismo receptivo. O exportativo é bom para a gente, mas não é bom para a nossa cidade. Nós temos tudo em Brasília. Ótimos restaurantes, uma rede hoteleira fantástica. O que você quiser nós temos de melhor”, destacou o presidente do Sindicato das Empresas de Turismo do Df (Sindetur-DF), Lamark Rolim. “Vamos construir juntos um novo turismo para a nossa cidade”, enfatizou a presidente a Associação Brasileira da Indústria de Hotéis do DF (ABIH), Adriana Pinto.

 

GDF – Além da Secretaria de Turismo, órgãos do Governo do Distrito Federal participaram da reunião promovida pelo Condetur. Estiveram presentes representantes das secretarias de Fazenda, de Desenvolvimento Econômico, de Cultura, de Assuntos Internacionais, de Desenvolvimento Urbano e Habitação, de Obras e de Infraestrutura e a de Trabalho. “Os órgãos do GDF estão à disposição de todos para impulsionarmos juntos esse setor que é o que mais cresce economicamente”, explicitou Márcio Faria Júnior da Secretaria de Desenvolvimento Econômico.