Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
15/10/13 às 15h21 - Atualizado em 15/10/13 às 20h54

Delegação aprova Brasília para receber Gymnasiade

COMPARTILHAR

Há 44 dias do maior evento escolar do mundo, Federação Internacional de Esporte Escolar (ISF) visita os locais de competição da 15ª Gymnasiade. O presidente do ISF, Andrea Delpin afirmou que Brasília reúne os fatores necessários para receber o evento, que reunirá 1,7 mil atletas de 40 países, que começa em novembro.

“A infraestrutura dos locais está adequada e o comitê de Brasília nos deu provas de que são bons organizadores. Além disso, o Brasil é um país favorito para nós, porque respeita a missão de educar com o uso do esporte nas escolas”, elogiou o presidente, que visitou os espaços das competições, após ser recepcionado nesta segunda-feira (14), pelo governador do Distrito Federal, Agnelo Queiroz em seu gabinete.

O governador destacou que receber a “Gymnasiade” fortalecerá as políticas públicas voltadas para o desporto escolar, além de ser uma forma de apresentar Brasília para o mundo.

“Com esse evento, nós estamos chamando a atenção (dos países) para o Brasil e para a América do Sul, sobretudo, para ampliação do desenvolvimento educacional e para estimular a prática desportiva, de onde podem sair grandes atletas”, destacou Agnelo Queiroz.

Para o secretário-adjunto de Turismo do Distrito Federal, Geraldo Bentes, que participou da reunião, Brasília está de braços abertos para receber o maior evento escolar do mundo. “Nós esperamos que além do desporto, os participantes possam conhecer também os pontos turísticos e tudo o que a capital oferece”, disse.

O presidente da ISF, acompanhado de um comitê composto por representantes dos governos local e federal, e dos estados de São Paulo e Minas Gerais, visitam desde sábado (5), os quatro locais da competição, que estão em fase final de reforma e tiveram aproximadamente R$7 milhões em investimentos.

Entre os espaços estão o Ginásio Nilson Nelson, o Centro Esportivo Ayrton Senna, o CCUG, o Centro de Capacitação Física do Corpo de Bombeiros (CICAF) e o Ginásio de Esportes do Cruzeiro. Por último, o grupo visitará o Estádio Nacional Nilson Nelson, nesta terça-feira (15).

“Nós temos 80% das restaurações previstas para esses locais prontas e, agora, faltam apenas detalhes. Nossa previsão é que tudo seja finalizado até o início de novembro”, observou o secretário de Esporte do DF, Julio Cesar Ribeiro.

“É a primeira vez que esse evento vem para as Américas, graças ao empenho do GDF”, elogiou o presidente da Confederação Brasileira de Desporto Escolar (CBDE), Antônio Hora Filho, ao solicitar ao governador que envolva a CBDE em todas as grandes ações do GDF.

Competições

A 15ª edição da “Gymnasiade” terá 1,7 mil alunos de escolas de 40 países, com faixa etária entre 14 e 17 anos, que competirão em oito modalidades, entre elas, atletismo, natação, judô, karatê, xadrez e ginásticas rítmica, aeróbica, artística.

Os jogos ocorrerão de 29 de novembro a 4 de dezembro e, durante esse período, os estudantes estrangeiros e brasileiros conhecerão os monumentos de Brasília, já que o evento visa, também, ao intercâmbio cultural.

Além disso, em setembro deste ano, as Secretarias de Turismo e de Esporte se reuniram com a concessionária que administra o Aeroporto Jk, Inframerica para debater as políticas de hospitalidade e a recepção das delegações participantes. As ações deverão ocorrer antes, durante e pós o evento, além de curso para os grupos de voluntários que recepcionarão os participantes.

Ainda no mesmo mês, em cerimônia realizada no Centro de Convenções Ulysses Guimarães (CCUG), embaixadores e representantes dos países participantes da Gymanasiade 2013 conheceram as escolas que reforçarão a torcida de seus atletas.

Cerca de200 estudantes brasileiros participam e, desses, 24 oriundos da capital federal que competirão na natação, xadrez, judô e atletismo.

Neste ano, a “Gymnasiade” terá como mascote o quati, batizado de Gymi, que foi eleito por concurso promovido pelo GDF em escolas públicas da capital.

 * Com informações da Agência Brasília