Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
14/10/20 às 15h42 - Atualizado em 14/10/20 às 17h29

Exposição celebra 100 anos da visita real belga ao Brasil

COMPARTILHAR

 

Mostra reúne imagens da viagem do rei Alberto I e da rainha Elizabeth da Bélgica pelos estados do Rio de Janeiro, São Paulo e Minas Gerais

 

Quem passar pela Galeria dos Estados entre os dias 14 de outubro e 19 de novembro poderá mergulhar em um período da história do Brasil pouco conhecido para muitos brasileiros. No local, a Embaixada da Bélgica, com apoio do Governo do Distrito Federal, preparou uma exposição em celebração ao Centenário da Visita Real Belga ao país, que ocorreu em 1920.

 

A Secretária de Turismo, Vanessa Mendonça, prestigiou a abertura do evento que também contou com a participação do embaixador belga, Patrick Herman, da chefe da Divisão de Assuntos da Europa do Ministério de Relações Exteriores, ministra Cláudia Vieira dos Santos, da chefe do Escritório de Assuntos Internacionais do DF, Renata Zuquim, do chefe de gabinete da vice-governadoria, Paulo César, e da Administradora do Plano Piloto, Ilka Teodoro.

 

O rei da Bélgica foi o primeiro soberano a visitar o Brasil após a proclamação da República. O casal real desembarcou no país em 19 de setembro e permaneceu até 16 de outubro de 1920 para uma agenda que englobou de encontros diplomáticos e com importantes nomes da história brasileira como Ruy Barbosa, Santos Dummont, Oswaldo Cruz e Heitor Villa-Lobos, até mergulhos no mar e partidas de futebol.

 

A viagem teve como objetivo o agradecimento ao apoio durante a Primeira Guerra Mundial e o estreitamento das relações entre os países. A mostra traz imagens que representam as instituições federais e o Distrito Federal que, à época, localizava-se no Rio Janeiro. A exposição conta também com algumas fotos inéditas do War Heritage Museum em Bruxelas. Os transeuntes ainda poderão conhecer as histórias e anedotas do período por meio de um “velho jornal” que será entregue ao público.

 

Em seu discurso de abertura, o embaixador belga lembrou que foi nessa data – 14 de outubro -, que o rei Albert I tornou-se Cidadão Honorário e Marechal do Brasil e recebeu a Grã-Cruz da Ordem do Cruzeiro do Sul. Patrick Herman também destacou a longa história de cooperação entre Brasil e Bélgica que, antes da primeira grande guerra, era o terceiro principal investidor do país. “As imagens desta exposição que hoje inauguramos mostram a arte e a cultura como poderosas ferramentas nas relações internacionais”, declarou.

 

A chefe do Escritório de Assuntos Internacionais do DF, Renata Zuquim, exaltou o lugar simbólico em que a mostra é realizada. Na Galeria dos Estados, em 2018, foi inaugurado o painel assinado pela artista belga Françoise Schein, em comemoração aos 70 anos da Declaração Universal dos Direitos Humanos.

 

Zuquim relembrou ainda os importantes marcos na história de amizade e cooperação entre as duas nações, especialmente concretizada na história de Brasília, como a demarcação da região em que hoje está o DF pelo astrônomo belga Luís Cruls, em 1892.

 

Já a administradora do Plano Piloto, Ilka Teodora, afirmou ser uma honra receber o evento na Galeria dos Estados e que a mostra ajuda a ressignificar a área, que teve a revitalização finalizada em setembro deste ano. “A administração envidou todos os esforços para que a exposição acontecesse nesse espaço público, com grande fluxo de pessoas, no coração da cidade”, destacou.

 

A Secretária de Turismo, Vanessa Mendonça, encerrou a solenidade de abertura, ressaltando as belezas da cultura belga, as semelhanças com Brasília, e os atrativos turísticos da Capital Federal.

 

“Espero que esta exposição comemorativa aos 100 anos da visita do Rei Alberto I e da Rainha Elizabeth seja o começo de uma nova etapa na relação entre o nosso governo e a Embaixada e que, juntos, possamos explorar outros intercâmbios que a fortaleçam ainda mais. Temos roteiros maravilhosos para encantar os turistas que vão do museu a céu aberto do Plano Piloto a oito rotas para explorar e se surpreender com Brasília”, exaltou.