Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
14/05/21 às 16h28 - Atualizado em 17/05/21 às 10h18

Exposição fotográfica propõe reflexão sobre a inclusão da pessoa com deficiência

COMPARTILHAR

Evento é resultado do I Concurso de Fotografias Inclusivas

 

 

 

“Qual a distância de um abraço?”. Essa reflexão é a legenda da fotografia do Rafael Augusto Matsutacke instalada na “Exposição Fotografias Inclusivas” aberta, nesta quinta-feira (13). A secretária de Turismo do DF, Vanessa Mendonça, e o  secretário extraordinário da Pessoa com Deficiência do DF, Flávio Pereira dos Santos, participaram do evento que aconteceu na Casa de Chá, na Praça dos Três Poderes.

 

A mostra é resultado do I Concurso de Fotografias Inclusivas realizada em setembro do ano passado em comemoração ao Dia Nacional da Luta da Pessoa com Deficiência. As 30 fotografias expostas remetem ao tema do concurso: Inclusão, Acessibilidade e Cidadania da Pessoa com Deficiência: Um Processo Contínuo na Sociedade.

 

A secretária Vanessa Mendonça chamou a atenção para o fato de a Exposição acontecer no centro do poder em Brasília, integrando as profundas reflexões geradas pelas fotografias e os monumentos. “Essa integração é significativa e marca as políticas públicas da Secretaria do Turismo para a ampliação da acessibilidade nos monumentos e pontos turísticos da cidade”, ponderou.

 

“Aqui mesmo na Casa de Chá lançamos o selo Brasília Capital do Turismo Acessível, resultado de um Termo de Cooperação entre o Ministério do Turismo e da Embratur. A rota do turismo acessível foi feita em cima de uma experiência real com a atleta Andrea Pontes e reforça a integração das políticas públicas da Secretaria de Turismo e da Secretaria da Pessoa com Deficiência para que Brasília se torne a capital do turismo acessível pelas práticas e pela experiência pessoal”,  afirmou a secretária.

 

 

Sonho

 

Para o secretário extraordinário da Pessoa com Deficiência, Flávio Pereira dos Santos, a exposição é fruto de um sonho que começou em setembro com a premiação aos vencedores do I Concurso de Fotografias Inclusivas feita pelo governador Ibaneis Rocha.

 

“O lançamento da Exposição Fotografias Inclusivas é uma das muitas parcerias com a Secretaria de Turismo que tratam das questões do segmento da pessoa com deficiência. Essas ações refletem pontos como acessibilidade, inclusão social, cidadania, esse contexto e a nossa realidade provocar uma visão mais ampliada”, declarou Flávio dos Santos.

 

 

O mineiro de Belo Horizonte e ex-atleta paraolímpico, Guilherme Figueiredo Fiúza (37),  prestigiou a abertura da exposição e defendeu a realização de eventos que permitam a divulgação das dificuldades enfrentadas pelas pessoas com deficiência. Segundo Guilherme, “a sociedade precisa ter conhecimento sobre a legislação que garante a acessibilidade e as facilidades das pessoas com deficiência. Eventos como essa exposição fazem a sociedade refletir sobre a nossa realidade”.

 

A Exposição Fotografias Inclusivas estará aberta à visitação pública até o dia 13 de junho, das 8h às 18h, inclusive aos fins de semana e feriado. A Casa de Chá fica no centro da Praça dos Três Poderes. O visitante vai contemplar 30 fotografias que foram premiadas pelo I Concurso de Fotografias Inclusivas que abordou a acessibilidade, a inclusão e a cidadania da pessoa com deficiência. As fotografias puderam ser feitas por meio do celular para democratizar e viabilizar a participação de todos os interessados.

 

 

 

 

 

Leia também...