Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
12/03/13 às 20h18 - Atualizado em 11/10/17 às 16h44

Governo Federal e GDF discutem Plano Operacional para a Copa das Confederações

COMPARTILHAR

Brasília recebe a primeira de uma série de reuniões que acontecerão nas cidades-sede

Os agentes públicos envolvidos na organização das cidades-sede da Copa das Confederações de 2013 iniciaram hoje (12) uma série de discussões em torno da preparação dos destinos para receber a demanda prevista. O primeiro debate aconteceu no Centro de Convenções Ulysses Guimarães, com a presença do governador Agnelo Queiroz, o ministro do Esporte, Aldo Rabelo, o CEO do Comitê Organizador Local, Ricardo Trade, o secretário de Turismo do Distrito Federal, Luis Otávio Neves, o secretário Extraordinário da Copa do Mundo em Brasília, Cláudio Monteiro e outras autoridades.

Durante todo o dia, representantes de áreas técnicas do Governo Federal e do Governo do Distrito Federal debateram as estratégias que serão adotadas nos diversos setores que influenciarão no fluxo de pessoas durante o jogo de abertura na Capital Federal, tais como transporte, mobilidade urbana, hotelaria, trânsito e outros.

“Estamos a três meses da Copa das Confederações e a nossa ação tem o objetivo de integrar os esforços, a cooperação nas ações do GDF do Governo Federal e nos demais estados e municípios”, afirmou Aldo Rabelo. “Sem esse ambiente de cooperação, o trabalho teria sido muito difícil”.

O encontro reuniu ainda autoridades do Ministério das Cidades e Ministério do Turismo. O Governo do Distrito Federal também foi representado por agentes da segurança, da comunicação e do esporte, além de representantes da Companhia Energética de Brasília (CEB).

“É uma iniciativa muito importante do Ministério do Esporte, do COL e da cidade-sede para os encaminhamentos da Copa. É preciso afunilar esse planejamento. É possível sim corrigir e fazer o controle rigoroso de todas as áreas. É um universo muito grande, uma quantidade grande de ações, todas diversas. Temos honra de fazer essa primeira reunião aqui”, disse Agnelo Queiroz.

O governador do DF lembrou que, além dos benefícios que os jogos trarão durante as partidas para a cidade, os moradores serão agraciados com investimentos que ficarão como legado. “Estamos encarando esse evento como uma oportunidade de ouro para receber o pessoal que vem de fora, mas também de fazer investimentos fundamentais na estrutura da cidade”, declarou.

Cidade pronta para o Turismo

Entre os palestrantes da tarde, o secretário de Turismo do Distrito Federal, Luis Otávio Neves, apresentou parte do planejamento estratégico da Secretaria de Turismo com vistas a receber com qualidade a demanda dos grandes jogos. Dividido em tópicos, Neves falou sobre a capacidade hoteleira de Brasília que, segundo o secretário, está apta a receber todos os visitantes. Além dos hotéis, Luis Otávio falou sobre a criação de um novo camping e o sistema Cama e Café, que está em fase de normatização.

O secretário de Turismo também falou sobre a importância do Cadastur, da fiscalização que evitará preços abusivos durantes os grandes eventos, com o apoio da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis (Abih), o novo sistema de classificação dos meios de hospedagem lançado pelo Ministério do Turismo no ano passado e das oportunidades do Pronatec.

Quanto às melhorias que estão sendo realizadas na cidade, Neves lembrou a criação dos sete Centros de Atendimento ao Turista (CAT's), a revitalização de pontos turísticos, incluindo acessibilidade, as ações de promoção no exterior e as atividades da Setur-DF como parte integrante do Grupo de Visitação Institucional Integrada de Brasília (VIIBRA).