Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
26/09/13 às 18h22 - Atualizado em 27/09/13 às 19h19

Incremento no Fundo Constitucional beneficiará as atividades turísticas do DF

COMPARTILHAR

Aprovado na última quarta-feira, o FCO vai incrementar o setor em R$177 milhões

O incremento de R$177 milhões na linha de financiamento do Fundo Constitucional de Financiamento do Centro-Oeste (FCO) beneficiará setores do Turismo que apresentam grande potencial para gerar receita positiva para o Distrito Federal, como é o caso do setor hoteleiro.

O valor foi liberado nesta quarta-feira (25), após aprovação do Comitê de Financiamento da Atividade Produtiva do DF, que reuniu 10 empresas na Secretaria de Desenvolvimento Econômico. Entre os beneficiados, estão ainda o comércio, serviços e agronegócios.

De acordo com o Relatório de Estudos Econômicos II do Observatório do Turismo, apresentado em abril deste ano, o alojamento está entre os cinco setores que apresentaram os mais altos índices de potencial para geração de impacto econômico positivo na cidade, o que indicou uma oportunidade de investimento por parte dos empresários do ramo.

Além de influenciar neste impulso, o alojamento também está em terceiro lugar em potencial gerador de emprego na área de Turismo. “O montante apresentado vai estimular além do ramo hoteleiro, setores como serviço e comércio que estão diretamente relacionados com o desenvolvimento econômico e regional”, afirmou o secretário de Turismo, Luis Otávio Neves.

O secretário ainda explicou que “atualmente, o Turismo contribui em 2,46% para o PIB (Produto Interno Bruto) do Distrito Federal, o que implica o potencial de crescimento para a área.”

No estudo apresentado pelo Observatório, o alojamento tem o potencial de contribuição para o aumento do PIB de 0,53% direto e 0,25 indireto, sendo o impacto no âmbito do Distrito Federal de 0,88% e no país de 0,40%, garantindo um efeito total de 1,28%.

FCO

O Fundo Constitucional do Centro- Oeste contribui pra o desenvolvimento econômico e social da Região, mediante execução de programas de financiamento aos setores rural e empresarial.

Os recursos do FCO Empresarial podem ser utilizados por pessoas jurídicas de direito privado (empresas, sociedades, organizações, associações ou fundações de direito privado), que desenvolvam atividades produtivas nos setores mineral, industrial, agroindustrial, turístico, comercial, ou nas áreas de serviços, ciência, tecnologia e inovação na Região Centro-Oeste (DF, MS, MT, GO).

Além disso, o Fundo pode beneficiar empresas públicas não dependentes de transferências financeiras do Poder Público e Parcerias Público-Privadas, especificamente nas linhas de financiamento de infraestrutura econômica.

O FCO oferece taxas de juros de 3,5% ao ano, valor abaixo do praticado no mercado, e os empresários que contratam o serviço contam com um cartão que garante novos benefícios como melhor administração do empréstimo e redução nas taxas de juros.

Os recursos, que criarão 831 postos de trabalho diretos e 583 indiretos, foram obtidos pela linha de financiamento do “Fundo Constitucional de Financiamento do Centro-Oeste” (FCO), oferecida pelo Banco de Brasília (BRB), pelo Banco do Brasil (BB) e Bancoob.

*Com informações da Secretaria de Desenvolvimento Econômico