Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
13/06/20 às 16h11 - Atualizado em 13/06/20 às 16h16

Live Tour Brasília: Projeto inovador é lançado pela Setur-DF

COMPARTILHAR

O passeio será realizado todo sábado por diferentes pontos turísticos da capital e, neste sábado (13), um guia turístico desvendou as simbologias da Catedral

 

Brasilienses e moradores de outros estados e países receberam um presente no Dia do Turista: uma visita guiada transmitida em tempo real pela Catedral Metropolitana de Brasília. A Secretaria de Turismo promoveu o Live Tour Brasília pelo monumento símbolo da capital federal, e desvendou a estrutura criada por Oscar Niemeyer. A visita é a primeira de uma série de tours que serão realizados todos os sábados, às 10h, e transmitidos pelo Instagram oficial da Pasta.

 

O guia de turismo Lucio Montiel conduziu a visita e desvendou todos as simbologias da Catedral, um ícone da arquitetura moderna. “O Oscar Niemeyer sempre teve um caráter escultórico em suas obras, mas ele também queria dar um caráter religioso. Então temos a religiosidade presente nas colunas parabólicas, que dá a sensação de uma comunicação com o divino”, explicou Lucio.

 

Em seguida, a esculturas esculpidas por Alfredo Ceschiatti e Dante Croce foram apresentadas. As quatro estátuas de bronze, cada uma com três metros de altura, estão posicionadas à esquerda e à direita da entrada principal do Templo. Representam os quatro Evangelistas – Mateus, Marcos, Lucas e João – e o pergaminho que trazem à mão os identifica como os primeiros registradores da história de Jesus Cristo na Terra.

 

A rampa que dá acesso a nave principal também é carregada de simbologias, como Lucio explicou. “Ela representa a saída do campo material para o espiritual. Essa passagem tem todo um conteúdo de fé e místico”. Quando se chega a nave, a amplitude chama atenção e os vitrais de Marianne Peretti dão cor e sensibilidade ao espaço. Da cúpula da Catedral, presos por cabos de aço, pendem três anjos. O maior pesa trezentos quilos e mede 4,45 metros. O médio pesa 200 quilos e tem 3,40 metros. O menor pesa 100 quilos e mede 2,20 metros. Esculpidos por Alfredo Ceschiatti e Dante Croce, lembram os 3 Arcanjos bíblicos: Miguel, Gabriel e Rafael.

 

A cruz da primeira missa de Brasília, realizada em 1957, também está exposta no local. Em 21 de abril de 1975, foi transferida para a Catedral para ser preservada como grande ícone da fé e da história da cidade. Seguindo, no corpo principal destaca-se, ainda, uma coluna branca, bastante alta, em forma de cone e de base elíptica, recoberta de mármore. É o local do coro da igreja. Na parte frontal, quinze quadros de Di Cavalcanti – renomado pintor brasileiro –, apresentam as estações da Via-Sacra, ou Via Crucis, o caminho percorrido por Jesus, com a cruz, desde o momento de sua condenação até a crucificação e morte no Monte Calvário.

 

Em seguida, o Tour levou quem acompanhava a live para o batistério. Concluído em 1977, ocupa um lugar próprio. É parte anexa em composição subtrativa, e está separado da nave da igreja para não comprometer a pureza e claridade do corpo principal. Tem forma ovóide e paredes revestidas de painéis de lajotas nas cores verde, azul e branca, criados por Athos Bulcão. Conecta-se com a nave por um corredor interno; e com a Praça de Acesso por uma escada helicoidal. Com iluminação indireta e piso forrado de tapetes escuros, mantém um ambiente que convida à reflexão e à contemplação da beleza dos significados de sua função. A pia batismal está colocada bem no centro, em plano mais elevado.

 

A Pietá também teve destaque durante o passeio. Ao lado da cruz histórica está a imagem da Pietá, abençoada pelo Papa João Paulo II. Réplica da obra de Michelangelo que se encontra na Basílica de São Pedro, em Roma, foi produzida num período de três anos pelo Museu do Vaticano, com mármore em pó e resina. Constitui a primeira réplica milimetricamente igual à original – feita há mais de quinhentos anos pelo célebre escultor italiano. Pesa seiscentos quilos e mede 1,74 metros de altura.

 

Durante a transmissão, Lucio ficou animado e emocionado com a experiência de fazer o passeio guiado de forma virtual. “É incrível poder apresentar Brasília para o Brasil e o mundo. É um prazer participar e fazer isso para vocês!”, disse durante a live.

 

A Cripta foi a parada seguinte do passeio. No subterrâneo da nave, por trás do altar principal, está a Cripta, uma outra capela, cujo ambiente, revestido de mármore negro, gera uma penumbra que convida ao recolhimento e à oração silenciosa. Comporta ainda um altar próprio – por trás do qual está colocada uma cruz com o Cristo –, e a parede posterior ao altar abriga os túmulos destinados à sepultura dos arcebispos de Brasília. Quadros de mármore fecham a entrada de cada túmulo, num dos quais está sepultado D. José Newton de Almeida Baptista, primeiro Arcebispo de Brasília (2001). Nessa Capela fica o negativo da foto do Santo Sudário de Turim (Itália), em tamanho natural. De acordo com a tradição católica, o Santo Sudário é o lençol que envolveu o Corpo sepultado do Senhor Jesus, uma fina peça de linho que exibe a imagem detalhada da frente e das costas do Crucificado, tal qual o descrevem as Escrituras.

 

Para a secretária de Turismo, Vanessa Mendonça, o projeto servirá como uma vitrine para os guias de turismo mostrarem seu trabalho, além de oferecer experiências aos visitantes neste momento. “Essa é uma forma inovadora, simples e acessível de conhecer a nossa cidade com guias especializados. Durante o passeio, as pessoas vão poder tirar dúvidas e aprender um pouco mais sobre os pontos turísticos em tempo real”, destacou Vanessa Mendonça.

 

Vivenciar a capital virtualmente

Quem quiser continuar explorando o DF virtualmente, pode acessar a plataforma Brasília Tour Virtual, um outro projeto lançado pela Setur em abril para comemorar os 60 anos da cidade. Por meio da plataforma Google Earth, o visitante pode descobrir o que torna a capital tão única. São sete rotas com mais de 80 pontos turísticos, mapeados por temas: Rota Cívica, Rota Arquitetônica, Rota Cultural, Rota Náutica, Rota do Cerrado, Rota da Paz e Rota Fora dos Eixos.

 

Para conferir a live completa, acesse o perfil da Secretaria de Turismo no Instagram: @seturdf.

 

Para acessar o Brasília Tour Virtual: http://www.turismo.df.gov.br/brasilia-tour-virtual/