Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
9/12/19 às 8h21 - Atualizado em 9/12/19 às 8h32

Natal Sempre Monumental ilumina Brasília

COMPARTILHAR

Expectativa é que até 500 mil pessoas passem pela Torre de TV até 6 de janeiro

 

 

 

O Natal Sempre Monumental começou e poderá ser visto a mais de 5 km de distância. Na noite deste domingo (8), a população foi a Torre de TV para conferir o evento inédito que transformou a Torre de TV na maior árvore de natal do Brasil com uma iluminação cenográfica especial de alta definição. A festa de abertura contou com a apresentação da Orquestra Sinfônica do Teatro Nacional Claudio Santoro e a cantora sertaneja Naiara Azevedo encerrou a noite. A expectativa é que 500 mil pessoas passem pela Torre de TV até o dia 6 de janeiro.

 

A realização é da Fecomércio-DF e do Governo do Distrito Federal, tem apoio do Ministério da Cidadania, Caixa Seguradora e BRB. Patrocínio da BRBCARD, Financeira BRB e Terracap. O apoio é do Sesc-DF e da CEB.

 

A Torre de TV foi iluminada com mais de 200 refletores moving lights e mais de 300 refletores de LED multicoloridos. O show de luzes será sempre acompanhado por uma trilha sonora feita exclusivamente para a atração.

 

A Orquestra Sinfônica, com regência do maestro Claudio Cohen foi acompanhada pela interpretação de “O Quebra-Nozes” da primeira bailarina do Theatro Municipal do Rio de Janeiro, Claudia Mota, e pelo primeiro bailarino do Teatro Colón, de Buenos Aires, Frederico Fernadez.

 

“Hoje é um dia feliz. Estamos trazendo vida aos monumentos e celebrando o Natal. Brasília merece, os brasilienses e turistas merecem. Não precisamos mais sair da capital para viver a magia natalina”, disse Vanessa Mendonça, secretária de Turismo.

 

Para o presidente da Fecomércio-DF, Francisco Maia, o intuito é trabalhar para que Brasília cresça e transforme a ação em um produto turístico para impulsionar a cidade. “Queremos projetar Brasília para o Brasil e aproveitar esse período que a cidade dá uma esvaziada. Podemos inverter essa lógica e trazer os nossos parentes e amigos para movimentar a cidade e mostrar que temos uma atração”.

 

Abel Gomes, diretor artístico do evento, já atuou como cenógrafo e assinou árvores do Ibirapuera, em São Paulo, Portugal, México, Romênia Hungria e Polônia. “Queremos tornar o Natal de Brasília nacional. Podemos trazer as pessoas para cá e tornar essa atração a maior do Brasil”, reforçou. A expectativa é que o projeto gere R$ 15 milhões de reais no comércio e 1000 empregos diretos.