Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
26/02/13 às 14h58 - Atualizado em 11/10/17 às 16h44

“Pronatec Na Empresa” abre mais duas turmas em Brasília

COMPARTILHAR

O DF já contabiliza cinco turmas iniciadas pelo programa

O setor de hotelaria do Distrito Federal está cada vez mais empenhado em melhorar o atendimento e se preparar para receber os turistas que vierem para a cidade para os grandes eventos esportivos. Na próxima semana, duas novas turmas começam o curso de idiomas oferecido pelo Pronatec Na Empresa. O público são funcionários do Hotel San Marco.

Ao todo, serão 51 alunos, divididos em horários distintos. O primeiro grupo, formado por 26 pessoas, receberá as lições na segunda-feira, quarta-feira e sexta-feira, de 12h30 às 14h30. A segunda turma se encontrará das 15h30 às 17h30.

“A intenção é que as aulas não choquem com os horários de trabalho de forma a prejudicar o funcionamento natural da instituição. Essa metodologia tem dado muito certo e os resultados estão sendo bastante positivos”, explica o secretário de Turismo do DF, Luis Otávio Neves.

Com a nova adesão, o programa passa a ter cinco turmas em andamento no Distrito Federal, ministradas também no Hotel Naoum Plaza e entre os filiados da Rural Tur. “Aderimos ao Programa porque acreditamos nele e temos tido resposta dos empresários. Esperamos que esses primeiros resultados inspirem também outros setores para que participem e invistam na qualificação de seus funcionários, o que significa melhor desempenho social e econômico”, afirmou Neves.

O Pronatec Na Empresa é uma iniciativa do Ministério do Turismo e do Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac) que visa a oferecer qualificação em idiomas para pessoas que atuam nas diversas atividades características do Turismo. A Scertaria de Turismo do DF aderiu ao projeto para que auxilie nas demandas específicas da cidade. Para participar, a empresa interessada deve formar turmas de 25 pessoas que atuem em um mesmo segmento e se inscrever no sindicato da categoria. A proposta é que a formação dos profissionais ocorra no próprio local de trabalho, em turno contrário ao expediente.  A adesão é gratuita.