Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
17/05/13 às 19h14 - Atualizado em 11/10/17 às 16h44

Restaurantes do DF começam a ser classificados pela qualidade

COMPARTILHAR

Vigilância distribuirá selos de qualidade para estabelecimentos participantes

A Vigilância Sanitária do Distrito Federal iniciou a visitação nos restaurantes da cidade para classificar o serviço oferecido com base nas regras de higiene. Até o momento, cerca de 70 estabelecimentos receberam a equipe do órgão para participar do processo de avaliação. Destes, 42 estão localizados no Lago Sul.

Segundo o diretor da Diretoria de Vigilância Sanitária (Divisa) Manoel Neto, os estabelecimentos vistoriados receberão um selo de classificação com as letras A, B ou C, de acordo com o risco sanitário apresentado. “Dessa forma, o consumidor saberá as reais condições do estabelecimento que frequenta”, disse.

A auditora da Vigilância Sanitária, Larissa Lima, explica que a vistoria é feita em todas as áreas do restaurante. “A gente analisa desde o recebimento da matéria prima até o consumo final do produto, inclusive o salão onde é servida a refeição”, diz.

Muito além da certificação, a Vigilância Sanitária espera ajudar todos os estabelecimentos que atuam de forma irregular, treinando e orientando os funcionários com o objetivo de melhorar as condições tanto para eles quanto para o consumidor.

A expectativa é alcançar 400 estabelecimentos do DF até o fim do ano. A adesão ao selo de certificaçãodo projeto é opcional. Cidades como Nova Iorque, Las Vegas, Londres, e países, como Nova Zelândia e Dinamarca também adotam esse modelo de classificação.

“Todas essas experiências apontam uma grande aceitação por parte dos consumidores e uma melhoria significativa do perfil sanitário dos serviços de alimentação”, explicou o gerente de Alimentos da Divisa André Godoy.

A estratégia foi aprovada em deliberações que contaram com a participação de representantes da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel), Serviço Brasileiro de Apoio as Micros e Pequenas empresas (Sebrae) e Sindicato de Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares de Brasília (Sindhobar). Os primeiros selos de certificação sanitária deverão ser entregues até o fim do mês aos bares e restaurantes do DF.