Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
27/05/13 às 15h19 - Atualizado em 11/10/17 às 16h44

Torcida dá show e mostra que Brasília está pronta para os megaeventos

COMPARTILHAR

Segundo jogo teste do Estádio Nacional Mané Garrincha aconteceu em clima de tranquilidade

O jogo entre Flamengo e Santos no Estádio Nacional de Brasília Mané Garrincha, que aconteceu neste domingo (26), entrou para a história. Pela primeira vez no Campeonato Brasileiro o torcedor pôde assistir a uma partida com lugar marcado. O público respeitou as numerações dos ingressos e a festa dos 63 mil torcedores ocorreu em clima de tranquilidade.

“Tivemos um ambiente de paz, com um público maravilhoso e estádio fantástico. É isso que queremos deixar como legado para o futebol brasileiro”, destacou Ricardo Trade, presidente do Comitê Organizador Local da Copa 2014.

O evento-teste com toda a complexidade foi aprovado tanto pelos organizadores como pelos torcedores. “Chegamos cedo e conseguimos entrar no horário, antes da partida. Viemos de carro e o estacionamento ainda estava vazio. O acesso até aqui foi fácil.”, disse Renato Sena, morador de Planaltina.

A partida

No segundo jogo teste do Mané Garrincha a única coisa que faltou foi um gol. O Flamengo, que teve apoio da esmagadora maioria dos cerca de 63 mil torcedores, esteve mais perto da vitória, criou seis chances reais de gol, mas esbarrou em Rafael e na falta de pontaria de seus jogadores.

No empate sem gol todos os olhos no estádio acabaram se voltando para Neymar, fosse para torcer a favor ou contra. O craque se despediu do Santos no jogo no Mané Garrincha e agora jogará no Barcelona, mas estará de volta à Brasília dia 15 de junho na abertura da Copa das Confederações.

Emocionado, chorou no início da partida ao ouvir o hino nacional e, se mais não fez em campo, muito se deve à boa marcação do Flamengo. Sofreu oito das 19 faltas cometidas pelos rubro-negros. Mas foi também o que mais chutou a gol, seis vezes.