Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
14/05/21 às 16h21 - Atualizado em 17/05/21 às 10h17

Robôs podem ser alternativa para atendimento ao turista em Brasília

COMPARTILHAR

Empresa americana apresentou projeto que usa inteligência artificial em humanóides

 

 

A secretária do Turismo do DF, Vanessa Mendonça, recebeu nesta semana o Coordenador-Geral de Atração de Investimentos do Ministério do Turismo, Karl Heisenberg, e um dos sócios da empresa Robotics, Marcelo Callegari, para apresentação de uma oportunidade tecnológica que pode ser implementada em várias atividades turísticas. Os robôs seriam utilizados nos aeroportos, turismo acessível e até na rede hoteleira.

 

Segundo Karl Heisenberg, a sinergia entre o Ministério do Turismo e a Secretaria do Turismo do DF (Setur-DF) abre espaço para a o uso da inteligência artificial para trabalhar com o turismo na região do Distrito Federal.

 

“O viajante vai ter uma experiência interativa com um humanóide que pode ser instalado no aeroporto. Essa tecnologia está disponível em 67 idiomas, cerca de 30 feições, o que permite adaptar esse robô para uma característica de uma pessoa do Centro-Oeste. A partir desse atendimento, o turista pode receber informações diversas, uma vez que a inteligência artificial faz com que exista um diálogo entre o turista e a tecnologia”, afirmou o coordenador.

 

Experiência

 

Vanessa Mendonça acredita que a tecnologia e a informação caminham de mãos dadas com o turismo e a experiência faz toda a diferença. Segundo a secretária, a iniciativa privada pode apoiar o uso da inteligência artificial no turismo local.

 

“Brasília está sempre de asas abertas para dialogar o setor privado, uma vez que temos o melhor ambiente de negócios, segurança jurídica e um governo que realmente trabalha para atrair a iniciativa privada. O uso da inteligência artificial no turismo de Brasília pode transformar a experiência do turista e a a experiência em qualquer destino é o que as pessoas guardam na memória, assim, todos os recursos que nós pudermos agregar à realidade que nós estamos vivendo são muito bem vindas”, defendeu a secretária Vanessa Mendonça.

 

 

O sócio da empresa Robotics, Marcelo Callegari, afirma que  “essa tecnologia é super inovadora, não existe no Brasil nada parecido, já foram vendidas milhares de unidades, o que atesta a qualidade do produto. A Robotics fabrica robôs no Vale do Silício, nos Estados Unidos, desde 2014. A proposta apresentada à Setur por Marcelo Callegari sugere o uso da inteligência artificial em diversos serviços à população, como a prestação de informações por meio de atendentes presenciais. Esse produto já está em uso em mais de 90 países, disponível em 64 línguas e em 30 feições diferentes faces.

Leia também...