Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
16/09/13 às 15h07 - Atualizado em 11/10/17 às 16h45

Turismo doméstico está em alta

COMPARTILHAR

Estudo da FGV aponta que é o triplo o número de brasileiros que pretendem viajar dentro do país em comparação aos que desejam ir ao exterior

Uma pesquisa encomendada pelo Ministério do Turismo à Fundação Getúlio Vargas (FGV) apontou que o número de brasileiros interessados em viajar para algum destino nacional nos próximos seis meses é três vezes maior do que a quantidade de pessoas que pretendem viajar para fora do país. O dado é de 72,7% contra 24,7%, respectivamente.

As informações da pesquisa refletem opiniões de duas mil pessoas entrevistadas no mês de agosto em Belo Horizonte, Brasília, Porto Alegre, Recife, Rio de janeiro, Salvador e São Paulo. De acordo com o Ministério, a procura por destino turístico no Brasil no ano passado era de 69,9%.

“Isso demonstra uma grande oportunidade de investir no público local. Sabemos que a cultura já é um fator que influencia muito na hora de escolher o destino, e isso temos de sobra, além de termos na cidade um grande museu a céu aberto, com incríveis obras de arquitetura, uma gastronomia rica e sermos o único sítio contemporâneo reconhecido como Patrimônio Mundial pela Unesco. É um destino completo e com grande potencial a ser trabalhado”, disse o secretário de Turismo do Distrito Federal, Luis Otávio neves.

O secretário explica que tem trabalhado, desde 2011, na promoção do destino em âmbito nacional por meio de feiras e eventos específicos de Turismo, assim como ações promocionais nos estados considerados prioritários, São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais.

“São as regiões que mais emitem visitantes para o Distrito federal, seja por motivos de eventos, negócios ou lazer. O Goiás também entra na lista pela proximidade e facilidade de acesso para ocasiões pontuais, como shows e outras festividades que aconteçam na Capital federal”, contou.

As ações de divulgação do destino entre o público nacional priorizam as atividades de lazer como forma de complemento dos eventos e negócios. O tempo de permanência do visitante nacional varia entre dois e três dias, com gasto médio diário de R$ 300.