Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
28/09/20 às 11h51 - Atualizado em 28/09/20 às 11h51

Turismo no Distrito Federal é destaque na Abav Collab

COMPARTILHAR

 

Evento virtual marca a retomada dos negócios do setor turístico com mais de 150 expositores de toda a cadeia turística e palestras transmitidas em ambiente on-line criado pela Associação Brasileira de Agências de Viagens

 

As opções turísticas únicas oferecidas por Brasília estarão expostas no stand virtual organizado pela Secretaria de Turismo do Distrito Federal (Setur-DF) a partir deste domingo (27/09) dentro do Abav Collab, evento da Associação Brasileira de Agências de Viagens que marca a retomada dos negócios do segmento no Brasil.

 

A programação teve início no Dia Mundial do Turismo e traz dinâmicas virtuais, promovendo novos olhares sobre as formas de fazer o turismo por meio de capacitações, geração de negócios e relacionamento entre os players da cadeia turística. Durante o evento, que vai até o próximo dia 2 de outubro, diversos recursos permitirão o diálogo entre os profissionais do turismo de todo o mundo, possibilitando a projeção das marcas em ampla escala. O evento terá ainda uma versão virtual da Black Friday de Viagens, com vendas diretas ao público final através de agências de viagens associadas à ABAV. Ao todo, serão mais de 150 expositores e mais de 150 palestras, dentro do site www.abavcollab.com.br, de forma gratuita.

 

No stand virtual reservado para Brasília, estarão expostas vídeos, ações e produtos que colocam a capital federal como destino único, como explica a secretária de Turismo, Vanessa Mendonça. “Nossos visitantes poderão conhecer mais sobre Brasília como destino cívico pedagógico, cidade criativa do design, além de destino privilegiado do turismo rural, ecológico e religioso”, afirma.

 

Estarão à disposição dos internautas as sete rotas estruturadas pela Setur-DF que podem ser acessadas de forma virtual, além de detalhes sobre os projetos temáticos realizados durante a pandemia como forma de oferecer a experiência proporcionada por Brasília no momento em que as viagens estavam interrompidas, como as Live Tours, a Troca da Bandeira, as rotas ciclísticas guiadas e as belezas arquitetônicas, entre outros. “Mostramos todos os olhares da nossa capital, de modo que, mesmo de longe, pudéssemos estar perto das pessoas. Agora, o momento é de receber de volta, de braços abertos, esse turista tão importante para Brasília”, aponta Vanessa Mendonça.

 

Retomada
Na abertura do Abav Collab, a presidente da associação, Magda Nassar, lembrou as dificuldades do setor de turismo durante a pandemia de Covid-19. “Quando estávamos desenhando como seria o Abav Collab, percebemos a oportunidade de colocar em prática elementos como união e colaboração e assim foi nascendo esse evento híbrido com a participação de todos do turismo. Não podemos esquecer de como chegamos até aqui. Vamos resistir como uma poderosa indústria que vai ajudar o Brasil a se reerguer”, completou.

 

O ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, mencionou os mais de US$ 2,5 trilhões de prejuízo para o segmento em todo o mundo e afirmou que o momento, agora, é de olhar para o futuro e pensar na retomada. “Fomos surpreendidos por um cenário inédito, uma pandemia sem precedente trouxe enormes perdas para a economia mundial e no turismo estas perdas foram ainda maiores” afirmou. “Não estou aqui para olhar no retrovisor e sim olhar para o que se apresenta, acredito que pensar de todo este cenário, o pior já passou. E podemos, na feira de Turismo mais importante do Brasil, iniciar um novo capítulo no nosso setor”, destacou.

 

A secretária Vanessa Mendonça destacou todos os preparativos do Distrito Federal para a retomada do setor e afirmou que o momento é de otimismo. “Estamos com todos os protocolos atestados, um calendário de retomada de eventos bem organizado e com a economia em tendência de aquecimento. Tenho certeza que o turismo, que emprega um em cada cinco pessoas no mundo, terá papel crucial na retomada econômica do DF e será ferramenta de inclusão social com a geração de empregos e renda para a população”, disse.