Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
6/11/20 às 19h22 - Atualizado em 6/11/20 às 19h48

VALORIZAÇÃO: Setur-DF entrega Carteira Nacional do Artesão para 110 profissionais

COMPARTILHAR

 

A Feira de Artesanato da Torre de TV foi o cenário para a entrega de 110 Carteiras Nacionais de Artesãos novas e renovadas, para aqueles produzem e comercializam artigos artesanais na Feira, principal ponto para a venda de artesanato no Distrito Federal, devido a sua história e localização. A secretária de Turismo do DF, Vanessa Mendonça, fez questão de entregar o documento pessoalmente, nesta sexta-feira, 6 de novembro.

 

“Desde o primeiro dia de governo, estamos trabalhando para que os senhores possam vender mais e em mais espaços. Todos os eventos do GDF e apoiados pelo governo têm que ter espaço para artesãos apresentarem seus trabalhos. A Setur-DF é a casa de vocês para apoiá-los no que for possível. Estamos aqui para isso!”, diz a secretária Vanessa.

 

Apoio comemorado pelo presidente dos Expositores da Feira da Torre, o artesão Jocélio Aleixo. “É difícil alguém vir até nós saber o que estamos precisando. É a primeira vez que o governo buscou saber e depois trouxe a Carteira para as pessoas que não tinham”, reconhece.

 

Vinda do Senegal, na África, há 3 anos, Amta Leye conta que este tipo de ação em prol do artesanato é novidade. “O artesão não é reconhecido no meu país. Estou muito feliz aqui”, conta a artista que produz bonecas e que veio tentar uma vida melhor no Brasil.

 

Assim como Amta, o seu Antônio Martins, também artesão, ressalta que a Carteira é importante porque para ele “poder trabalhar”. Outra colega, Marina Barbosa, aprendeu a arte com a mãe aos 18 anos e desde então nunca parou. Agora, com 43, sente-se reconhecida com sua Carteira Nacional. “Ela revela nosso talento”.

 

O maranhense Clovis Conceição Martins chegou a Brasília e aprendeu sozinho a arte que hoje sustenta a ele, a mulher e duas filhas. O capim dourado o mantém na Feira há 15 anos. Cloves ficou contente em ter nas mãos a Carteira renovada. “Eu tinha e estava vencida. Agora quando eu precisar do documento, eu tenho. Eu consigo representar meu trabalho”, explica e sorri.

 

Importância da Carteira

Ter a Carteira habilita o artesão legalmente perante o DF e todo o Brasil. Estas Carteiras funcionam como um documento de registro profissional, assim como o CRM para os médicos. Elas só podem ser emitidas mediante a comprovação das habilidades artesãs, por meio de vídeo ou pessoalmente na Setur-DF. Já a renovação das Carteiras já existentes carece apenas de uma atualização de dados.

 

 “A Carteira Nacional do Artesão é ímpar. Ela garante ao artesão a comercialização, a qualificação e diz quem é aquele indivíduo a nível nacional, não só no DF”, destaca Lúcia Cruz, presidente do Sindicato dos Artesãos do Distrito Federal.

 

Segundo Lúcia, há 30 anos um movimento culminou na Lei 13.108/2015, que definiu o Estatuto do Artesão, garantindo ao profissional as políticas públicas para o setor e valorizando o artesanato. “Neste momento o artesão está conseguindo dizer para a sociedade quem ele realmente é. E agradecemos a gestão da Setur-DF que nunca foi tão atenciosa, incluindo na equipe inclusive uma artesã”, completa a presidente. A Secretaria tem duas mestras artesãs em seu quadro de servidores.

 

Uma força tarefa da Setur-DF foi concentrada, este ano, na Feira de Artesanato da Torre de TV para reconhecer os artesãos que lá atuam. Muitos não tinham sequer a Carteira, outros tinham o documento vencido e alguns poucos estão com o documento em dia. Esta força tarefa também já foi feita em outras cidades do DF, como Brazlândia e Riacho Fundo, mesmo em meio à pandemia, quando o processo todo foi virtual.

 

Incentivo

De acordo com a Setur-DF, o número de artesãos tem diminuído em todo o Distrito Federal. E a Carteira pode ajudar a reverter este quadro, pois se trata de reconhecimento da importância do artesanato, uma medida de fortalecimento e uma oportunidade de crescimento para os artesãos brasilienses.

 

Atualmente, na base de dados do SICAB- Sistema de Informações Cadastrais do Artesanato Brasileiro, o DF tem registrados cerca de 12 mil artesãos.

 

 

Leia também...