Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
5/12/21 às 15h12 - Atualizado em 5/12/21 às 15h15

Brasília investe em qualificação no enoturismo

COMPARTILHAR

Parceria entre a Setur-DF e a ABS-Brasília vai qualificar profissionais do setor para a melhoria dos serviços e no atendimento, abrindo espaço para maitres, garçons, sommeliers, gerentes e donos de bares e restaurantes aprimorarem conhecimento sobre o vinho e gerar mais emprego e renda estimulando a experiência turística pela gastronomia, hospedagem e enologia no DF

 

Secretária de Turismo do DF, Vanessa Mendonça, assina o Protocolo de Intenções ao lado do presidente da ABS-Brasília, Sérgio Pires. Foto: Gabriel Matos/Setur-DF

 

Brasília está se transformando em Capital do Vinho. A Secretaria de Turismo do Distrito Federal (Setur-DF) e a Associação Brasileira de Sommeliers de Brasília (ABS-Brasília) firmaram um protocolo de intenções que vai promover e divulgar a cadeia produtiva da uva e do vinho no DF. Na noite deste sábado, durante o encerramento da 16ª edição da Vinum Brasilis, a maior feira  exclusiva de vinhos brasileiros fora do Rio Grande do Sul, no centro de eventos da Ascade, com a participação de 30 vinícolas e do artesanato coordenado pela Setur-DF, com dez artesãos, foi assinado um documento que prevê a realização de cursos, degustações, palestras e oficinas de qualificação profissional para promover a cultura do vinho na regiões administrativas produtoras de uva e vinho no DF.

 

Secretária de Turismo do DF gravando entrevista para veiculação nacional sobre o vinho de Brasília. Foto: Gabriel Matos/Setur-DF

 

 

“Este é um evento que agrega valores ao turismo e à promoção de Brasília, tanto aqui como em todo o país. Nosso propósito é qualificar o serviço e o atendimento para que possamos aumentar cada vez mais a cadeia produtiva da uva e do vinho no DF. E, acima de tudo, criar a Rota do Enoturismo, que significa turismo de experiência, gastronômico e uma cadeia produtiva que gera milhares de empregos. É por isso que estamos aqui, hoje”, afirmou a secretária de Turismo do DF, Vanessa Mendonça.

 

Ela enfatizou que o Protocolo de Intenções propõe uma união em torno da formação de público, da atração de visitantes, do bom serviço, bom atendimento, boas ofertas de produtos e da produção de vinhos de qualidade que Brasília começa a divulgar. “Nosso intuito é instruir para melhor projetar o nosso produto vinho, cada vez com mais qualidade. Brasília está entrando no circuito nacional do vinho como produtor. Já somos o segundo maior consumidor do país com pagamentos em cartões de crédito e débito e o maior consumidor de espumantes. Hoje, aqui no DF, já temos uma produção de vinhos finos, a partir da Vinícola Brasília, que agradou muito os degustadores especialistas europeus que vieram provar do nosso vinho”, disse Vanessa Mendonça.

 

Petrus Elesbão, organizador do Vinum Brasilis elogiou a iniciativa da Setur-DF em promover a qualificação dos profissionais de enoturismo do DF. Foto: Gabriel Matos/Setur-DF

 

 

Para o organizador da Vinum Brasilis, Petrus Elesbão, o trabalho desenvolvido pela Setur-DF na promoção do segmento enológico na cidade é surpreendente. “Eu fico muito feliz, que na 16ª edição da Vinum Brasilis nós sejamos palco da assinatura deste acordo, que para empresários, gerentes, funcionários de bares e restaurantes será uma oportunidade aproveitar o que a ABS tem de melhor, que é seu quadro técnico”, ressaltou o organizador. Parabenizo a secretária Vanessa e ao Sérgio Pires, presidente da ABS, por essa iniciativa”, disse Petrus Elesbão. Para ele, é muito importante que os empresários do setor se juntem “a essa empreitada. É muito importante demonstrar que em Brasília existe qualidade nos produtos, serviços e no atendimento. Este trabalho conjunto da Setur com a ABS vem em boa hora para qualificar o nosso mercado”, finalizou o especialista.

 

 

Segundo uma pesquisa feita em parceria pelo Sebrae e a Associação Brasileira de Sommeliers (Abrasel), cerca de 70% dos donos de bares e restaurantes não conhecem o vinho brasileiro. “Nosso objetivo é ensinar, doar conhecimento”, afirmou o  presidente da ABS-Brasília, Sérgio Pires, destacando as quatro décadas de atuação da ABS. “Vamos treinar da melhor maneira possível os trabalhadores do setor em todas as regiões administrativas, de forma simples e direta, para capacitar cada profissional desses. Queremos transformar os que atuam em bares, restaurantes, hotéis e vinícolas em excelentes vendedores do nosso vinho. Provocar uma mudança comportamental que melhore profissionalmente esses trabalhadores. Hoje é o começo de uma nova fase em Brasília”, disse Sérgio Pires.

 

Didú Russo, um dos maiores wine influencers do Brasil e a secretária Vanessa Mendonça: parceria nacional por Brasília. Foto: Gabriel Matos/Setur-DF

 

 

Para o jornalista e wine influencer Didu Russo, que atua na Fecomércio de São Paulo, o potencial de Brasília é gigantesco. “Vocês são o segundo mercado do vinho e o primeiro do espumante com pagamentos em mesas de bares, lojas e restaurantes com cartões de crédito e débito”, observou o especialista. “Ele disse que virá a Brasília em janeiro do próximo ano, especialmente para divulgar o vinho produzido pela Vinícola Brasília, no PAD-DF, um empreendimento de dez empresas rurais cujos produtos foram avaliados com louvor por especialistas europeus.

 

“Uva gosta de sol. Brasília tem sol. Uva gosta de chuva na hora certa. Brasília tem chuva quando a uva precisa. Uva, para produzir bom vinho, precisa de amplitude térmica. Brasília alcança variação térmica média de 14 graus com dias quentes e noites frias durante o crescimento das uvas. Ou seja, temos todas as condições climáticas e geográficas para produzir uvas de excelência e, consequentemente, fazer vinhos de excelência”, lembro Vanessa Mendonça.

 

Nilton Garcia, diretor da Abrasel Nacional, Sergio Pires, presidente da ABS Brasília, Vanessa Mendonça e Petrus Elesbão, organizador do Vinum Brasilis exibindo o Protocolo de Intenções para a qualificação dos profissionais do vinho do DF. Foto: Gabriel Matos/Setur-DF

 

Ela explicou que estamos produzindo aqui o chamado vinho de inverno, usando a técnica da dupla poda para colher a uva no período mais seco do ano. “Todo esse potencial, levou a Setur a desenvolver e lançar uma Rota do Enoturismo, que leva o visitante de nossa cidade para um roteiro completo que vai da produção à degustação, permitindo hospedagem e experiências gastronômicas nos restaurantes rurais e dos hotéis fazenda”, completou a Secretária de Turismo do DF.

 

“A repercussão dessa rota foi tamanha, que o empresário Juscelino Pererira, dono do restaurante Piselli, veio aqui para conhecer nossa produção e já está negociando o posicionamento dos nossos vinhos brasilienses na carta de seu restaurante no shopping Iguatemi. Isso tudo ressignifica Brasília, é um novo olhar sobre essa cidade que se edifica sempre que encontramos parcerias frutíferas como esta que estamos iniciando aqui no Vinum Brasilis. E isso só é possível com um governo de ação. E temos no governador Ibaneis Rocha uma mola propulsora de estímulo para recolocar Brasília em seu merecido lugar de destaque”, finalizou Vanessa Mendonça.

 

O Departamento de Artesanato da Setur-DF também participou do evento, com dez artesãos e uma amostra do trabalho desenvolvido no DF. A Secretária Vanessa Mendonça visitou todos os estandes. Foto: Gabriel Matos/Setur-DF