Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
14/09/21 às 14h21 - Atualizado em 14/09/21 às 14h24

Pirenópolis adota Case Brasília do Turismo Cívico Pedagógico

COMPARTILHAR

Município histórico de Goiás vai trazer seus estudantes para aprender História do Brasil na Capital Federal

 

As secretárias de Turismo do DF e Pirenópolis, Vanessa Mendonça e Vanessa Leal, exibem o ACT assinado que promove o turismo cívico-pedagógico nos municípios. Foto: Cláudio Gerber/Setur-DF

 

A cidade de Pirenópolis, em Goiás, a 148 km de Brasília, passa a integrar o rol de municípios brasileiros que estão buscando o exemplo da Capital Federal para ampliar o leque de público, por meio da educação e negócios, a partir de um novo olhar do turismo para aquecer a economia criativa. As Secretárias de Turismo do Distrito Federal, Vanessa Mendonça, e de Pirenópolis, Vanessa Leal, assinaram, nesta segunda-feira (13/09) um Acordo de Cooperação Técnica (ACT) para a implantação do Programa de Turismo Cívico e Pedagógico.

 

A assinatura aconteceu durante o Encontro Regional de Secretários e Dirigentes de Turismo do Centro-Oeste, no auditório da Universidade Estadual de Goiás, em Pirenópolis, eestabelece um importante marco na relação turística entre os dois municípios.

 

O programa de Turismo Cívico Pedagógico já está operando em Vassouras (RJ), São Luís (Maranhão), Cláudio (MG) e, em breve, estará também em Recife (PE) e Casemiro de Abreu (RJ). Esse programa tem como objetivo proporcionar aos estudantes da rede pública de ensino visitar monumentos de Brasília para obter, in loco, fora das salas de aula, ensinamentos de História do Brasil.

 

A secretária de Turismo do DF, Vanessa Mendonça, assina o ACT que promove o turismo cívico-pedagógico nos municípios. Foto: Cláudio Gerber/Setur-DF

 

“Estou muito feliz por assinar esse termo de cooperação do Turismo Cívico Pedagógico aqui em Pirenópolis, que inclui muitas outras ações de fortalecimento do turismo. Todo município tem condição de se reinventar, em todos existem uma praça e uma bandeira para ressignificar. Todas as crianças precisam entender e exercitar esse sentimento de amor e de conhecimento pelos seus monumentos. Eu tenho certeza que esse projeto vai trazer para essas crianças, uma experiência que irá transformar a vida de todas. Além disso, vamos proporcionar a esses alunos uma abertura de horizontes, vamos abrir uma janela de conhecimentos sobre a capital do seu país, que os livros não conseguem ensinar. É preciso não só saber como Brasília nasceu, mas como ela é verdadeiramente grandiosa por seus monumentos, planejamento urbano, seus parques, o Lago Paranoá e tudo o que faz de Brasília, uma cidade única no mundo. Só o olhar direto para a cidade, onde está hasteada a maior bandeira do Brasil, vai plantar uma semente de amor e sentimento cívico”, disse a secretária de Turismo do DF, Vanessa Mendonça.

 

A secretária de Turismo de Pirenópolis, Vanessa Leal, considera que a parceria será uma via de mão dupla, que beneficiará tanto Pirenópolis quanto Brasília. “O Acordo de Cooperação Técnica é muito importante para nós enquanto município e é um estreitamento de relações com o Governo do Distrito Federal, não só no turismo cívico, mas também em outras ações de acesso a mercado, que muito nos interessa conjuntamente. Além disso, o fato de assinarmos hoje aqui neste evento é um marco”, disse Vanessa Leal.

 

Missão Cruls

 

As secretárias de Turismo do DF e Pirenópolis, Vanessa Mendonça e Vanessa Leal, o prefeito de Pirenópolis, Nivaldo Melo (d), e o presidente da Anseditur, Angelo Sanches, durante Encontro Regional de Secretários e Dirigentes de Turismo do Centro-Oeste. Foto: Cláudio Gerber/Setur-DF

 

O prefeito de Pirenópolis, Nivaldo Melo, ressaltou a importância da conexão entre as cidades vizinhas, principalmente, para as crianças. “Brasília é a nossa capital, é uma conexão importante, principalmente para Pirenópolis, cidade histórica que abrigou os participantes que ficaram hospedados aqui durante a Missão Cruls, que marcou o quadrilátero de Brasília, há mais de 100 anos. Hoje estamos reconstruindo a história, gerando oportunidades, não apenas para o trade turístico, mas, principalmente, para as nossas crianças poderem conhecer e visitar a nossa capital, que tem o turismo cultural, turismo arquitetônico e o turismo ecológico. Eu estou muito feliz por essa tarde, e muito agraciado pelo trabalho que vem sendo desenvolvido pela secretária Vanessa Mendonça e toda sua equipe. O governo do Distrito Federal está muito bem representado”, afirmou o prefeito.

 

A secretária de Educação de Pirenópolis, Márcia Áurea Oliveira, disse que o ACT é de grande importância para o fazer pedagógico do município porque a proximidade com a Capital Federal sempre foi trabalhada na sala de aula. Não só a proximidade física, mas no próprio desenvolvimento da cidade e do estado.

 

“Ter a oportunidade de, por meio desse ACT, levar os nossos alunos de maneira presencial a conhecer um pouco mais da nossa história enquanto brasileiros e enquanto goianos é de grande relevância. E quando essa história alinha Brasília e Pirenópolis pela Missão Cruls torna este momento muito esperado, queremos levar nossas crianças ao meio cívico e ao desenvolvimento de todo civismo brasileiro”, disse Márcia Áurea Oliveira.

 

O projeto do Turismo Cívico Pedagógico consiste em ressignificar o monumento e dar a ele a importância histórica de sua existência. “E nós temos um grande exemplo desta transformação. Antes de assumirmos a Secretaria de Turismo, a Troca da Bandeira era um evento praticamente restrito às forças militares que organizam a substituição do Pavilhão Nacional a cada primeiro domingo do mês. Cerca de 200 pessoas costumavam prestigiar a Troca da Bandeira na Praça dos Três Poderes. Na última edição do evento, antes da pandemia, conseguimos levar 7 mil pessoas àquela cerimônia. Isso é turismo cívico, turismo pedagógico, turismo cidadão”, define a Secretária.

 

Novo capítulo

 

Presidente da Anseditur, Angelo Sanches, durante Encontro Regional de Secretários e Dirigentes de Turismo do Centro-Oeste, em Pirenópolis (GO). Foto: Cláudio Gerber/Setur-DF

 

Promovido pela Associação Nacional de Secretários e Dirigentes de Turismo (Anseditur), o encontro abordou a retomada do turismo no pós-pandemia, destacando pontos e medidas importantes para o “novo normal”, com a retomada das atividades de Turismo, a partir deste ano. De acordo com o presidente da  Anseditur, Ângelo Sanches Thurler, que também é secretário de Turismo de Canela (RS), a reunião com secretários de Turismo do Centro-oeste é um momento de escrever um novo  capítulo na vida do turismo brasileiro.

 

“Por meio da Vanessa Mendonça fizemos um evento em Brasília que mostrou pro Brasil o que é a Anseditur e o que ela faz. Pela primeira vez no país, nós conseguimos reunir os principais secretários de Turismo dos principais destinos nacionais. Mostramos que não somos um cabide eleitoral, somos uma máquina de realizar sonhos e alegria. É a única indústria no mundo que proporciona qualidade de vida da hora que a pessoa abre os olhos até a hora que vai dormir. Se soubermos trabalhar a partir de agora, o mundo vai bater continência pro Brasil. Turismo é para quem entende, é uma máquina de fazer dinheiro e, quando se descobre isso, virá uma potência”, afirmou o dirigente.

 

Maria Eduarda vestida de pastorinha se apresenta na abertura do Encontro Regional de Secretários e Dirigentes de Turismo do Centro-Oeste. Foto: Cláudio Gerber/Setur-DF

 

“Turismo gera emprego, renda e desenvolvimento. A Vanessa Mendonça é a nossa secretária, assinamos uma parceria com o GDF que vai fortalecer as nossas relações.  Temos de procurar, neste momento de retomada do Turismo, buscar soluções e aproximar, cada vez mais, dos empresários. A integração entre o público e o privado vai fortalecer o destino de cada um”, disse o prefeito de Pirenópolis, Nivaldo Melo.

 

Durante o evento, a secretária Vanessa Leal, apresentou o case de Turismo de Pirenópolis, destacando as ações de estruturação, qualificação e promoção do setor. O presidente da Goiás Turismo, Fabrício Amaral falou sobre “O Turismo que Queremos” e a gerente de Relações Institucionais da Embratur, Adriana Francisco, deu sugestões de como promover os municípios no Brasil e no exterior. Participaram do encontro, secretários e dirigentes de Turismo de municípios de toda a região Centro-Oeste.